quinta-feira, 13 de novembro de 2014

Dias novos



Começam hoje dias novos. Dias de querer mais. Dias de querer o que ainda não se teve. Dias que vão deixar para trás outros tantos dias, aqueles dias nos quais se pensou que não se merecia mais do que se tinha. Dias que vão deixar para trás as agonias da década de trinta. Os dias novos vão trazer à luz do dia a mulher que se construiu  nos últimos cinco anos.  Aquela da qual só dois ou três seres conseguem ter percepção. Aquela que recriei nas lágrimas e nos risos, no sonho e nos passos dados na surdina. Aquela de que "só me posso orgulhar" . Aquela que me vai fazer vibrar enquanto alma. Aquela que vai encher de luz e paz os que comigo caminharem nos dias novos. Um ciclo novo em folha com tudo o que se aprendeu no antigo. E porquê hoje? Porque assim  era no meu sonho.