terça-feira, 2 de dezembro de 2014

Até amanhã



[ Ninguém precisa de certezas estáticas. O que precisamos é de aprender uma nova fórmula. Aquela que reorienta a nossa vida para o que é essencial. 

E acreditar que haverá sempre o dia em que nasce uma manhã luminosa, depois de muitos céus escuros. Acreditar que haverá sempre o dia em que «não importa o tamanho dos apertos, nós aprendemos (porque queremos) a criar espaço.» ]

 [ Às 9 ]

E a Princesa, será, uma doce Rainha. Até amanhã !!