terça-feira, 6 de janeiro de 2015

Intervalo


És o intervalo entre o tudo e o nada. Teres esta percepção como certa permitiu que se acertassem os ponteiros da respiração que te era sofrega. E, só agora, deste conta que fizeste muito caminho, nas últimas semanas, com passinhos pequeninos. Isto faz com que queiras continuar a caminhar. Grata. Sempre grata. Até já.