quarta-feira, 7 de janeiro de 2015

Sítios únicos



Milhares. Um manto a perder de vista. Ondulante. Tranquilamente, ondulante. Sem pressa. Num murmúrio quase imperceptível. Eu, ali sob a brisa. Uma brisa daquelas que aquece. Que faz esvoaçar as ondas do cabelo lavado. De um lilás intenso que só um manto de perpétuas roxas pode ter. Um lilás de um lilás que te denuncia  a espiritualidade.  Um lilás que contrasta com o branco do vestido. Inspirar. Sentir o aroma que só encontraste ali naquele sonho. 

[ ...posso sonhar com isto outra vez esta noite ?! ]