terça-feira, 22 de setembro de 2015

Porque Setembro traz com ele as rotinas




Concentrar a mente no que se quer e afastá-la uma e outra vez do que não se quer só é simples nos livros. No dia a dia de todos os dias, isto tende a ser uma tarefa, não raras vezes árdua de concretizar. Existem dois momentos claros em que isto se torna, para mim, uma tarefa do fim do mundo mas, assim já dos últimos tempos: quando a vida de todos os dias traduz de uma densidade emocional de tal ordem que todos os motivos e mais alguns servem de desculpa para que me enrole em posição fetal [ e sim ainda tenho destes momentos peregrinos, e não, não tenho vergonha ] e o outro momento,  AGOSTO. Ora Agosto, temos tanto a dizer sobre ele. Em Agosto eu não gosto de correr , nem de crossfitar, nem de transpirar por nada que envolva sapatilhas e roupa fit. [ momento do sorriso geral, eu sei ] Em Agosto eu gosto de cerveja e de vinhos claros e estupidamente gelados, gosto de tremoços, de caracóis e de sol , gosto de noites quentes e de não ter de me levantar às seis da manhã e gosto que os miudos não tenham horários para nada ou pelo menos para muito pouco, seria extensa a lista, muito extensa. Sim. Estes são os meus destinos exóticos de Agosto. Exóticos, leram bem. Pois, chega Setembro e com ele chegam as rotinas, as afamadas rotinas. Com o apurar diário desta minha filosofia muito [ mindfullness] apliquei regras para que as rotinas chegassem devagar e se fossem instalando o mais lentamente possível. Não que eu não goste delas. Na realidade, eu adoro e toda eu sou estas rotinas e deixá-las chegar assim devagar faz com que as consiga amar ainda mais. Organizar o ano escolar. O regresso às actividades que não dispensam. Aplicar tempo na minha cozinha a preparar lanches e marmitas. O retomar do acordar às seis da manhã. Voltar a comer de forma muito especifica para uma gestão de peso eficaz. Tornar o mundo dos miudos mais feliz e a vida de todos os que me rodeiam melhor. Voltar a treinar com a disciplina necessária. Ora e agora que todas as rotinas estão  instaladas, olho para os objectivos estabelecidos e para o ano que nos começa em Setembro e acredito que este será um ano capaz de dar frutos únicos. #ahoradeserfelizéagora